Espiritualidade



O mês que abre as portas!

sexta-feira, 01 de janeiro de 2016 | Compartilhe:
O mês que abre as portas!

A palavra que define o primeiro mês do ano (Janeiro) vem do latim: Ianua. Ianua traduzido para o português significa ‘porta’. Atravessamos a porta do primeiro dia do ano para trilharmos mais de 50 semanas ao longo do ano que chegou. Ao longo do ano, teremos de abrir muitas outras portas, ninguém escapa disso!

Só quem já atravessou uma porta de um quarto de hospital, deparando-se com um enfermo em estado terminal, pode realmente saber agradecer o dom da vida e da saúde.

Só quem já atravessou a porta de uma cadeia, olhando nos olhos de um presidiário condenado pode realmente compreender como é maravilhoso viver a liberdade como conseqüência das próprias escolhas.

Só quem já entrou num casebre muito pobre, sem sofá ou cama, apenas colchão estendido no chão de terra pode realmente valorizar as coisas que já foi capaz de adquirir com o salário sofrido. Todos nós precisamos atravessar portas.

Quem está impedido de atravessar a porta da casa da pessoa amada, consegue – a duras penas – reconhecer que a necessidade de amar e ser amado tem exigências muito sérias.

Quem foi barrado na porta de alguma oportunidade na vida compreende como é importante semear honestidade para colher chances sobre esta terra.

A mais importante porta, porém, é a do seu coração. E essa porta tem a fechadura do lado de dentro. Só você pode abri-la. Sei de muita gente que se feriu seriamente por ter deixado a porta aberta para quem n [...] Continue lendo

O tempo e os sentimentos do natal

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 | Compartilhe:
O tempo e os sentimentos do natal

As festas de fim de ano são marcadas por vários sentimentos. As cores e os perfumes de Natal e Ano Novo são inspiradores. Há gente que se sente inspirado a rezar mais, amar mais e esperar mais. Há também quem se sinta inspirado à dor, por lembranças de lutos e perdas ocorridos nos dezembros passados.

Tudo toma outro sentido quando não nos esquecemos da essência do Natal.

É tempo de voltar a confiar!

Estamos recordando o mistério de um Deus que tinha tudo para não confiar na humanidade. E, no entanto, confiou-nos o seu maior tesouro: seu próprio filho! Estamos recordando a alegria de uma jovem do oriente médio – Maria, que confiou nas palavras que ouviu de um anjo e se colocou a disposição de Deus. Estamos festejando a firmeza de um homem viril e justo – José, que confiou no que ouviu de Deus, em sonho, e acompanhou sua esposa, grávida por obra sobrenatural, protegendo-a da morte.

Recordamos a história de uma família normal que passou por uma situação anormal. Um casal que podia se separar e resolveu se unir ainda mais. Um homem e uma mulher que foram visitados por uma certeza divina. Cônjuges que superaram a desconfiança para se apoiar numa certeza maior. O fruto dessa aventura – insana, para tantos – foi o nascimento de um menino normal que tinha origem e destino sobrenaturais. Verdadeiro homem, e verdadeiro Deus! Homem que sofreu todas as dores e morreu a pior morte. Deus que amou apesar da dor e matou a morte que o humilhara.

Recordamos o começo de uma história. Os sinos tocam. [...] Continue lendo

Página 1 de 712345...Última »