A Igreja nos oferece um tempo rico de “treino espiritual mais intenso”! Treinar o espírito! Treinar o espírito com disciplina para escutar com qualidade a voz do Senhor Jesus! Observando mais atentamente o jejum e a oração! São essas as formas de treinar o Espírito! Com esse treino, experimentaremos o poder de Deus que “derrota o mal, lava as culpas, restitui a inocência aos pecadores, a alegria aos aflitos. Dissipa o ódio, domina a insensibilidade dos poderosos, promove a concórdia e a paz” (Hino pascal).

O Jejum é uma grande ajuda para evitar o pecado e tudo o que a ele induz. Um meio para restabelecer a amizade com o Senhor. O verdadeiro jejum, repete Jesus, é antes cumprir a vontade do Pai celeste, o qual “vê no oculto, e recompensar-te-á” . O jejum é capaz de impedir o pecado, de reprimir os desejos do “velho Adão”, e de abrir no coração do crente o caminho para Deus. “O jejum é a alma da oração e a misericórdia é a vida do jejum, portanto quem reza jejue. Quem jejua tenha misericórdia. Quem, ao pedir, deseja ser atendido, atenda quem a ele se dirige. Quem quer encontrar aberto em seu benefício o coração de Deus não feche o seu a quem o suplica”.

O Tempo Quaresmal é um tempo rico em que somos convidados a uma “renovação espiritual”, onde podemos rever nosso caminhar e, acompanhar Jesus, nos Seus quarenta dias no deserto, no silêncio e solidão do deserto, onde o sol de dia escalda e o frio a noite congela. É nesse tempo que nossa Igreja nos proporciona a prática da oração, jejum e esmola, para refletirmos sobre o sacrifício de Jesus, as dores e tentações. Acompanhando Jesus neste tempo, aprenderemos com Ele como vencer o mal com a vivência da Palavra. Aprenderemos com Ele, a vencer as tentações e colocar Deus como centro sem dar ouvidos ao mal. São Pedro nos orienta “Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar”. (IPd 5, 8).

Sugiro que você pense algo específico para ser vivido nesta quaresma, individualmente e também em família e, aconselho, reze e escute! Deixe Deus falar ao seu coração através de Sua Santa Palavra, da Santa Eucaristia, na prática da meditação e adoração, nas pequeninas coisas do dia a dia e de vez em quando faça um retiro a sós com Jesus e escute o que Ele quer lhe falar. Faça companhia a Ele nos momentos de solidão e deixe-se ser renovado (a) neste tempo de jejum, penitência, esmola e recolhimento junto ao Coração do Sagrado Amigo Jesus!